Surface Distribuidora

ALUMÍNIO – ANODIZAÇÃO

O alumínio é um metal leve, macio e resistente. Possui um aspecto cinza prateado e fosco, devido a fina camada de óxidos que se forma rapidamente quando exposto ao ar.

É muito maleável, dúctil, facilmente trabalhado e devido ao seu baixo ponto de fusão é muito usado na fundição, além de ter uma excelente resistência à corrosão e durabilidade devido a camada protetora de óxido. Sua leveza, condutividade elétrica e térmica e resistência à corrosão lhe conferem uma multiplicidade de aplicações.

Apesar de sua aparente estabilidade, uma camada de óxido fina se forma naturalmente sobre a sua superfície pela ação do oxigênio do ar, com uma espessura variando de 0,002 a 0,05 μm, essa barreira estabiliza a superfície impedindo que a oxidação continue, mas não proporciona a devida proteção contra os agentes atmosféricos e os ciclos normais de limpeza, ocasionando, com o passar do tempo, o enegrecimento da superfície. Por esse motivo, torna-se necessário a aplicação de um tratamento que proporcione, além de um acabamento uniforme e de bom aspecto visual, uma proteção mais duradoura.
Para isso podemos fazer uso de diferentes processos como a anodização, a coloração, a cromatização, o polimento químico ou eletroquímico, a conversão de camadas para pintura e até a cromação.
O alumínio mostra um excelente desempenho e propriedades físicas e químicas superiores na maioria das aplicações. Produtos que utilizam o alumínio ganham também competitividade, em função dos inúmeros atributos que este metal incorpora e dentre eles podemos destacar:


Anodização
A Anodização é um processo galvânico que cria um filme de óxido sobre certos metais por meio da imersão em um banho eletrolítico. Diversos metais como alumínio, nióbio, tântalo, titânio, tungstênio, zircônio têm resultados característicos de formação de camada de óxido.
Neste trabalho vamos tratar especificamente do alumínio e a anodização tem por finalidade acelerar e controlar a formação da camada de óxido de alumínio na sua superfície, originando uma camada protetora superficial, isolante e com alta dureza. O processo de anodização transforma a estrutura amorfa do alumínio em duros cristais translúcidos que conferem um aspecto, brilhante ou fosco, sem perder a beleza e a nobreza do metal. Através de tratamentos
químicos ou mecânicos, obtêm-se os acabamentos pretendidos, normalmente, foscos ou brilhantes.
As camadas de óxidos formadas podem ser coloridas através de corantes orgânicos ou por sais metálicos.

2015 - Todos os direitos Reservados